Corpos encontrados em Mogi podem ser de irmãos desaparecidos de Suzano; mãe reconheceu
Foto: Jocelina Aparecida Romão/Arquivo Pessoal

Corpos encontrados em Mogi podem ser de irmãos desaparecidos de Suzano; mãe reconheceu

Homem de 23 anos e mulher de 22 estavam desaparecidos desde 4 de janeiro. Polícia Civil requisitou exame de DNA para comprovar a identidade das vítimas.

Os dois corpos encontrados na estrada do Quatinga na quinta-feira (9) foram sepultados no sábado (11) no Cemitério São Sebastião, em Suzano. O enterro foi realizado depois que uma dona de casa reconheceu os corpos como sendo dos dois filhos, desaparecidos desde 4 de janeiro. A Polícia Civil, porém, solicitou exames para confirmar a identidade das vítimas.

Segundo a dona de casa Jocelina Aparecida Romão, os corpos são de Dienesio Augusto Aparecido Romão, de 23 anos, e de Irma da Conceição Romão, de 22 anos. Ela diz ter reconhecido os dois filhos pelas tatuagens no corpo, já que estavam em estado avançado de decomposição.

Um boletim de ocorrência do desaparecimento dos dois foi registrado no 1º DP de Suzano no dia 6 de janeiro. Na ocasião, a dona de casa contou à polícia que sete pessoas invadiram a casa da nora dela, onde estavam a nora, os jovens que desapareceram e um amigo deles.

Armados, os homens fizeram ameaças de morte e saíram levando apenas os dois irmãos. Desde então, eles estavam desaparecidos. Ela contou ainda para a polícia que os filhos eram dependentes químicos.

Os dois corpos foram localizados na Estrada do Quatinga, no limite entre Mogi das Cruzes e Suzano, por um morador do local.

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) informou que o caso é investigado pelo Setor de Homicídios de Mogi. Foram colhidos materiais biológicos de ambas as vítimas e encaminhados ao núcleo de biologia e bioquímica para identificação. “Os exames estão em andamento e diligências seguem para esclarecer os fatos”, destacou em nota.

Com Informações: G1 Mogi das Cruzes e Suzano

Fechar Menu